HORTO - Uma forma que vem do toque

criação: Guilherme de Sousa & Pedro Azevedo


desenho de luz: Francisco Campos
banda-sonora: Domenico Scarlatti 
produção: MALA VOADORA . Câmara Municipal do Porto . Fórum do Futuro

projecto vencedor call for art "happy together" 2017

Em Horto - Uma forma que vem do toque, propomos a execução de uma estufa artificial.

A instalação, implantada numa blackbox, pretende recriar a noção de estufa partindo da própria ideia de artificialidade inevitavelmente associada. Nela, os visitantes têm a hipótese de se posicionar no lugar das próprias plantas, abrindo simultaneamente a possibilidade de desencadear uma relação entre dois diferentes grupos de pessoas, que parte da troca de afectos entre o homem e a planta: conceito cientificamente designado por Thigmomorphogenesis (do grego thigmo “toque", morpho "forma", e genesis “origem”).

A performance associada à instalação recorre à personificação da planta partindo da noção de empenho e carinho como meio para um crescimento mais saudável e virtuoso não só do cultivo como das relações interpessoais.

Fotografia José Caldeira
press to zoom
Fotografia José Caldeira
press to zoom
Fotografia José Caldeira
press to zoom
P1150252
press to zoom
IMG_2958
press to zoom
P1150314
press to zoom
P1150264
press to zoom
IMG_2870
press to zoom
1/3